11
abr
11

Sistemacardiovascular

 

 Sistema

 

Cardiovascular

 

O sistema circulatório também chamado de sistema cardiovascular é constituído por: coração, vasos sanguíneos (artérias, veias e capilares). É o responsável, através do transporte do sangue, pela condução, distribuição e remoção das mais diversas substâncias dos e para os tecidos.

O sistema cardiovascular é fechado, completo e com sangue em todos os seres do subfilo dos vertebrados (dividido em sete classes, três classes de peixes, e as outras de anfíbios, répteis, aves e mamíferos), exceto nos ciclostomados (peixe-bruxa e lampreia) além dos anelídeos e cefalópodes, na qual o sangue nunca sai da rede de vasos sanguíneos composta por veias, artérias e capilares.

Um sistema cardiovascular diz-se fechado quando as células do sangue estão sempre dentro de vasos sanguíneos. Este sistema é composto por um líquido que leva nutrientes às células e elimina seus resíduos. O líquido, bombeado pelo coração, pode ser incolor, chamado de hemolinfa (presente nos insetos) ou plasma (chamado sangue).

 Um sistema cardiovascular diz-se completo quando o sangue venoso separa-se completamente do sangue arterial.

Contudo a circulação nos vertebrados possui diferenças referentes a sua evolução de natureza estrutural, molecular ou anatômica, de acordo com o grupo taxonômico. Sendo por exemplo:

– A presença de hemácias anucleadas (nos mamiferos) e nucleadas (nas aves).

– A disposição e a conformação das cavidades que formam o coração, visto que o sistema circulatório pode ser :

Simples → Quando o sangue passa apenas uma vez pelo coração (um ciclo)

Dupla → Quando o sangue passa duas vezes pelo coração( dois ciclos/ um arterial e outro venoso)

Completo → Quando o sangue arterial não se mistura com o venoso

Incompleto → Quando o sangue arterial se mistura com o venoso.

Sistema Cardiovascular em peixes

O sistema cardiovascular dos peixes é essencialmente um sistema simples, em que o sangue não oxigenado passa pelo coração. Daí, ele é bombeado para as brânquias, oxigenado e então, distribuído para o corpo. O coração possui quatro câmaras, mas somente duas delas (o átrio e o ventrículo) correspondem às quatro câmaras (átrios pares e ventrículos pares) dos vertebrados superiores. A primeira câmara do coração de um peixe, ou câmara receptora, é chamada de seio venoso. Tem uma parede fina como a câmara seguinte, o átrio, para qual o sangue passa. Do átrio, o sangue passa para o ventrículo, que tem paredes espessas, e é bombeado para fora, passando do cone arterioso para a aorta ventral. O sangue da aorta ventral vai para a região branquial para ser oxigenado, passando pelos vasos brânquiais aferentes, depois disso, sai das brânquias através das alças coletoras eferentes e vai para a aorta dorsal. O sistema venoso é constituído pela veia cardinal comum, que entra no seio venoso de cada lado do corpo do peixe, sendo constituída pela fusão das cardinais anteriores e posteriores. O sangue da cabeça é coletado pelas cardinais anteriores e o sangue dos rins e das gônadas é coletado pelas cardinais posteriores. As veias abdominais laterais pares, que recebem o sangue da parede do corpo e dos apêndices pares, também entram na veias cardinais comuns. O sistema porta-renal é formado pela veia caudal e pelas duas veias porta-renais, situadas lateralmente aos rins. O sangue da região caudal passa da veia caudal para as veias porta-renais e entra nos capilares dos rins. O sistema porta-hepático coleta o sangue do estômago e do intestino e devolve-o ao fígado, de onde, depois de atravessar uma série de sinusóides, ele passa para o seio venoso por meio das veias hepáticas pares.

Sistema cardiovascular em Anfíbios

Nos anfíbios e répteis, há sistema circulatório triplo; o que quer dizer que há dois ciclos pelo qual o sangue passa, um no qual o sangue é oxigenado e outro no qual ele é distribuído pelo corpo. No entanto, nem sempre o coração é totalmente separado em duas bombas. Os anfíbios possuem um coração com três câmaras.

A circulação nos anfíbios é dita fechada (o sangue sempre permanece em vasos), dupla (há o circuito corpóreo e o circuito pulmonar) e incompleta (já que há mistura do sangue venoso e artérial no coração). O coração do anfíbio apresenta apenas três cavidades: dois átrios, nos quais há chegada de sangue ao coração; e um ventrículo, no qual o sangue é direcionado ao pulmão ou ao corpo do animal.

Sistema cardiovascular dos répteis

 Assim como a dos anfíbios e dupla e incompleta. O coração é subdividido em três partes (dois átrios e um ventrículo), entretanto em alguns répteis os ventrículos apresentam uma separação parcial denominada de Septo de Sabatier.

Nos répteis crocodilianos a circulação é dupla e completa, o coração possui quatro cavidades (dois átrios e dois ventrículos), podendo existir comunicação entre os ventrículos entre um orifício chamado forame de panizza.

Sistema cardiovascular das Aves

No sistema cardiovascular das aves, bem como nos mamíferos, o coração impulsiona o sangue através dos vasos sanguíneos e um padrão circulatório. O coração, nas aves, é proporcionalmente maior em tamanho, bate mais rápido e bombeia uma maior quantidade de sangue por unidade de tempo, quando comparado com mamíferos de peso semelhante. Já o sangue funciona como  meio de transporte dos substratos necessários para o metabolismo de cada célula do organismo, bem como carreia produtos do catabolismo para serem eliminados. O sangue também transporta hormônios e ajuda a regular a temperatura corporal. O coração das aves é localizado no tórax, com pequeno desvio à esquerda da linha mediana.

A freqüência cardíaca (batimentos/minutos) varia de 250 a 550 batimentos/minuto, em função das condições que a ave é submetida.O coração é uma bomba mecânica que impulsiona o sangue através dos vasos sanguíneos. Essa bomba trabalha em ciclo, primeiro enchendo-se de sangue e, então esvaziando-se. Porém, cada contração cardíaca é iniciada por um potencial de ação elétrico no interior das células musculares cardíacas.

Quando da excitação cardíaca, ocorre despolarização das células e conseqüente contração muscular (sístole). A seguir ocorre a repolarização  com relaxamento muscular (diástole), essas atividades podem ser registradas o compõem o chamado eletrocardiograma.

O sistema circulatório das aves, bem como dos mamíferos, é um sistema fechado, ou seja, o sistema arteriovenoso/coração possui um volume de sangue que é fixo, representando aproximadamente 7% do peso corporal do animal. Esse fato implica que caso haja necessidade de maior demanda no tecido periférico , o trabalho do coração tem de aumentar, a fim de que o sangue passe um número maior de vezes pelo pulmão para oxigenação, pois não existe a possibilidade de aumento agudo no volume sanguíneo para atender a maior demanda tecidual de oxigênio. Várias são as ocasiões que o volume cardíaco tem de aumentar para atender as necessidades do animal, por exemplo: durante a fase rápida de crescimento, rações excessivamente energéticas, estresse pelo calor.

Coração= 4 câmaras separadas = 2 átrios(ou aurículas) + 2ventrículos.

Os glóbulos vermelhos são ovais e nucleados.

O arco aórtico é único e projetado para a direita.

O coração é assimétrico, sendo o lado esquerdo cerca de 3 vezes maior.

Circulação dupla:02 veias cavas anteriores + 01 veia cava posterior →aurícula direita →ventrículo direito →artéria pulmonar →pulmões →veia pulmonar →aurícula esquerda →ventrículo esquerdo →arco aórtico direito →artérias: carótida (pescoço e cabeça) + branquial (asa) + peitoral (músculos do vôo) + aorta dorsal (órgãos internos) →veias cavas.

As duas cavas anteriores coletam o sangue da parte anterior da ave.

Uma única veia cava posterior é formada por duas grandes veias ilíacas que drenam o sangue das patas posteriores e do corpo.

Sistema cardiovascular dos Mamiferos

Sua circulação é fechada e o sangue não se mistura.

 Tem coração tetracavitario, com quatro cavidades ou câmaras, sendo elas exatamente dois átrios e dois ventrículos. O que separa totalmente o sangue venoso do arterial são os septos interatrias e interventriculares. Os átrios e ventrículos se conectam através de válvulas que dão certeza ao fluxo sanguíneo, não permitindo que o sangue volte para a etapa anterior.

 A circulação se divide em duas etapas: circulação maior (que será a partida do sangue arterial do coração para o corpo e depois o que sobrou da distribuição ira de volta para o coração, ou seja, coração – corpo, corpo – coração) e circulação menor (que será o envio do sangue venoso contido no coração, este vindo do corpo, para o pulmão e depois o transporte do sangue agora arterial até os pulmões, ou seja, coração – pulmão, pulmão – coração).

 Exatamente por causa desse sistema de circulação e separação do sangue, as aves e mamíferos tem a possibilidade de ter o chamado ‘sangue quente’ e logo, maior energia corporal. Os mamíferos e aves parecem ser o auge da evolução, com todo o sistema perfeito.

 Sangue saindo para os tecidos/ Sangue entrando no coração

 

Curiosidades:

Certos animais como a planária (classe Turbellaria, filo Plathelminthes) não apresentam sistema circulatório. Os nutrientes, gases e excretas são transportados por difusão. É eficiente apenas para animais de dimensões reduzidas, com elevada relação S/V (Superfície/Volume). Isso é comum em poríferos, cnidários, platelmintos e asquelmintos.


0 Responses to “Sistemacardiovascular”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: